Basicamente o refinanciamento imobiliário é um empréstimo onde você oferece um imóvel de garantia em troca de crédito. Caso você não consiga quitar a dívida, o imóvel não será mais seu.

Ele se diferencia do financiamento de imóvel, pois no segundo caso você deseja adquirir um imóvel, pega o dinheiro na instituição para pagá-lo a vista e vai quitando aos poucos o empréstimo.

Já no refinanciamento imobiliário o imóvel já é seu e você o coloca como garantia de um empréstimo, onde o dinheiro será utilizado para a finalidade que você desejar.

Nesta modalidade de crédito o imóvel continua em seu nome e será alienado fiduciariamente à instituição credora, o que não o impede de ter a posse direta do imóvel.

Quais as vantagens do refinanciamento imobiliário?

Esse tipo de empréstimo tem sido muito utilizado devido aos grandes benefícios que podem trazer para quem está precisando de dinheiro. Veja algumas vantagens dessa linha de crédito.

 

  • Taxa de juros menores

 

Como você está dando um imóvel de garantia para seu empréstimo, os riscos da operação diminuem, fazendo com que a instituição financeira possa cobrar taxas bem menores do que o empréstimo tradicional.

 

  • Prazos de pagamentos maiores

 

Os prazos de pagamento podem ser bem extensos, o que faz com que a parcela tem um valor menor, tornando acessíveis a mais pessoas.

Outro ponto importante é que o faturamento de sua empresa também poderá ser utilizado como base para definir o valor que pode pagar por mês de parcela.

 

  • Empréstimos de alto valor

 

O mesmo motivo dos juros serem menores, funcionam também para o valor do empréstimo. Como o banco tem uma garantia ele terá menos riscos ao elevar o valor.

Quanto maior o valor do imóvel, maior será a chance de você ter um crédito mais alto liberado. Na média é liberado 50% do valor que seu imóvel for avaliado pelo agente financeiro.

 

  • Poder fazer o que quiser com os recursos

 

No refinanciamento imobiliário não é necessário dizer qual será a destino do dinheiro, ou seja, você pode utilizá-lo para o que quiser. Já nas outras modalidades de crédito você precisa ter uma destinação específica.

Aqueles clientes que possuem dívidas no banco e desejam quita-las pode utilizar essa modalidade. Assim pagam as dívidas e ainda ficam com o “troco” para fazer o que quiser. Depois é só ir quitando as parcelas aos poucos.

Como são definidos os prazos de quitação e taxas do refinanciamento imobiliário

É possível encontrar prazos de quitação de até 20 anos, dependendo do valor do crédito, do valor da parcela e do banco onde será feito.

O cliente terá flexibilidade para escolher a modalidade de amortização que for mais conveniente para seu planejamento financeiro. As duas formas utilizadas são a tabela price e o Sistema de Amortização Constantes – SAC.

No primeiro o valor das prestações é sempre igual. Já no segundo a parcela começa maior e vai diminuindo ao longo do tempo.

As taxas de juros também irão variar de acordo com a instituição financeira que você escolher. Por isso, é importante que você faça uma pesquisa de mercado para encontrar a melhor opção.

Sua renda irá influenciar para que você consiga o empréstimo. A prestação não pode passar de 30% do seu orçamento mensal. O ideal é que seja até 15% para que você não tenha problemas futuros por não conseguir pagar.

Dicas para o refinanciamento imobiliário

Para facilitar sua vida nós vamos te dar algumas dicas que irão te ajudar a conseguir um empréstimo da melhor forma possível.

 

  • Pesquise, faça simulações e compare os preços

 

Depois que você decidiu que precisa de um empréstimo, a primeira coisa que precisa fazer é pesquisar qual banco vai te dar as melhores condições do mercado.

Informe-se sobre as taxas de juros, o valor das parcelas, os prazos, a renda mínima necessária, etc. Faça uma simulação em cada uma das instituições financeira (isso pode ser feito online).

Você pode fazer sua simulação na Financia Tudo. Basta acessar a página www.financiatudo.com.br/refinanciamento-de-imoveis/ e clicar na opção “Quero financiar”.

 

  • Planeje seu orçamento

 

Antes de fechar o contrato tenha certeza que você conseguirá arcar com a dívida. Não faça um empréstimo que possa prejudicar seu futuro. Até porque você corre o risco de perder o seu imóvel.

Faça um planejamento para incluir os valores da parcela em seu orçamento, sem que pese ou que tenha dificuldade para pagá-las.

Passos para fazer um refinanciamento imobiliário

A Financia Tudo dispõe de várias instituições credenciadas e sua pré-análise é feita em, no máximo, 30 minutos.

Eles irão retornar para você dizendo se seu cadastro foi pré-aprovado ao não. Caso a resposta seja positiva, eles irão solicitar dados adicionais e alguns documentos necessários.

Seus documentos serão analisados e se for aprovado, você só precisará assinar o contrato.

Agora você já aprendeu um pouco mais sobre como funciona o refinanciamento imobiliário. Compartilhe com seus amigos e acesse nosso próximo conteúdo sobre Fontes de financiamento de capital de giro em longo prazo.